Páginas

domingo, 26 de junho de 2011

Quando os olhos dizem tudo

Quando os olhos dizem tudo, quando a fala se faz desnecessária, 
eu mergulho em lágrimas de felicidade, não me amargo, eu embargo
um sorriso acentuado e me envolvo em minhas brincadeiras de gato 
e rato. Eu fujo, mas logo volto na saudade que me embriaga de um
jeito todo especial de ter você. Quando os olhos dizem tudo, eu 
disfarço não entender e nesta incógnita da vida eu me delicio com 
as possibilidades que são muitas de eu estar com você, assim juntinho
para nunca mais separar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário