segunda-feira, 18 de julho de 2011

Com uma considerável calma


Com uma considerável calma me contive hoje,
quando a vida colocou na minha frente mais uma vez
obstáculos e problemas a resolver. Respirei fundo
e numa decisão rápida, pisei no freio e impedi o
acidente de ferir-me novamente. Orgulhei-me de
mim mesmo, por não sofrer, por não me debater
como outras vezes aconteceram.
humildemente saí sem dar satisfação, feliz e com a
consciência limpa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O dia e a noite

O dia e a noite nos remete a luz e a escuridão. Mergulhamos na escuridão da nossa alma, para trazer a tona a luz que ilumin...