Páginas

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Sinto-me só


Sinto-me só no vazio de minha alma, hora de analisar,
hora de cobranças hora de pensar porque da solidão
que a tormenta um coração atribulado.
Sinto-me só e as horas não passam, reviro e-mails e
nenhuma mensagem, nenhum sinal de que a vida pode
ser mais feliz, então me recolho como um bom canceriano
que sou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário