Páginas

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

É na doença que enxergamos Deus

É na doença que enxergamos Deus, que nos tornamos 
vulneráveis e vemos o quanto somos frágeis.
É na doença que nos tornamos iguais aos outros, coisa
que antes não era admissível por certas pessoas.
É na doença que aprendemos que a vida é um presente
e como todo presente devemos agradecer e cuidar.
É na doença que encontramos um caminho para melhorar
nossos atos e que evoluímos a cada aceitação do sofrimento
do momento.
É na doença que levantamos a mão para o céu e pedimos
rezamos, até aqueles que nunca rezaram se entregam,
ajoelhando-se a vontade de Deus.
É na doença que entregamos nossa vida aos cuidados do pai,
nosso senhor maior, por que ele é o caminho, o ninho de um
pássaro cansado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário