Páginas

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A manhã de hoje


Estamos na primavera em pleno novembro e aqui onde estou na
minha cidade natal, neste momento sinto um friozinho significativo,
porque meus braços ficam arrepiados com o vento da sacada.
Pela manhã é assim aquele frescor e no meio dia começa esquentar,
apesar de que hoje o dia esta nublado, é um vai e vem do sol. Tento
escrever e meus pensamentos se diversificam em torno de alguma
inspiração. Hoje está monótono, um pensar sem agir, algo
desconfortável, sem ação e decisões, apenas esperando o momento
certo. Fico pensando se há momento certo, acho que devemos agir
quando temos vontade o que não é o meu caso. Há uma paz sem
paz, um silêncio forçado, simplesmente eu balbucio algumas palavras
ensaiando uma conversa que tenho respostas curtas e maquinais.
 Assim eu me calo na tentativa de recarregar minhas energias e cultivar
a minha paciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário