Páginas

terça-feira, 22 de novembro de 2011

A tristeza ronda-me


A tristeza ronda-me esta tarde, sob um vazio
silencioso, sem ação e reação,  ronda-me
sem bater em minha porta.
A tristeza ronda-me esta tarde, de um jeito
sereno, quase sem intenção, ronda-me sem
bater a janela.
A tristeza ronda-me esta tarde, é um querer
não querendo me afastar do mundo, das
atribulações da vida.
A tristeza ronda-me esta tarde, assim tão
de repente como o tempo muda do sol
para a chuva.
A tristeza ronda-me esta tarde, claro que
sei que não será para sempre, apenas mais
uma tarde de melancolia, provocado por
acontecimentos do passado

Nenhum comentário:

Postar um comentário