Páginas

quarta-feira, 28 de março de 2012

A mais bela das Rosas ( Homenagem a Rosa, minha irmã falecida)



 Rosa, a mais bela das Rosas. Seu perfume sentia-se
ao longe em meio aos jardins da vida.
Posso sentir a tua presença  entre as boas vibrações
que me visitam. Rosa filha, irmã, mãe dedicada e avó
carinhosa.
Pulso firme dona da própria vida da própria história,
porque na realidade somos únicos.
Nunca teve medo da peleia, e me lembro bem, quando
no parque da harmonia enfeitava seu rancho temporário
e dias de festas.
Vestida de prenda, mulher prendada, adorava estar
pintada, querida irmã, eu sempre a procurava.
Fiquei mais tranquila, numa noite de sonhos, te vi
de pé, cabelos longos, toda de branco.
Eras tu ó Rosa, cheia de vida, sorriso nos lábios,
e a preocupação pela família nunca sessa, ela se acalma
sabendo que um dia os encontrará em sua morada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário