Páginas

quarta-feira, 11 de abril de 2012




Tem dias tristes que esquecemos da fé, que desacreditamos da vida,
que enfraquecemos com simples comentários maldosos, que nos
desesperamos, que nos enterramos sem mesmo estar mortos.
Tem dias que a vida é mais amena e que nos fortalecemos com pessoas
de grandes almas e que lá no fim do tunel enxergamos uma luz e
pensamos que ainda há fé, apesar das atribulações.
Tem dias de grandes alegrias, de brilho nos olhos e coração cheio de
amor, de ver a felicidade nos olhos de um filho.
Tem dias que o que achavamos perdidos de repente nos acham de
surpresa e nos traz vontade de viver a vida cada dia um pouco para
que não passe rapidamente e possamos usufruir, aproveitar lentamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário