sexta-feira, 10 de agosto de 2012

A espera






















A espera é assim um tanto que complicada.
Ela testa nossa paciência, faz da ausência
um rio de lágrimas.
Há aquela espera sádia, alegre e risonha,
que nos faz chorar de alegria
Há a espera sem noção, aquela que você
sabe que não tem volta, mas mesmo assim
espera.
Quantas esperas, quantas lágrimas e sorrisos
foram e ainda serão.
O importante é que conservamos o amor e
a esperança será sempre a ultima que morre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O dia e a noite

O dia e a noite nos remete a luz e a escuridão. Mergulhamos na escuridão da nossa alma, para trazer a tona a luz que ilumin...