Páginas

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Num sonho













Ouço a minha voz que ecoa num sono tranquilo
e sereno, o corpo pequeno sou criança por lá.
Num sonho tão belo de vestido bonito e nos
anos sessenta, eu sei que vivi.
Não morri, é apenas um sonho de tempos antigos.
De vidas passadas, será?
No campo florido ou jardim amigo, flores cheirosas
estão a ezalar, estando sózinha eu brinco comigo
a rodopiar. Menina feliz da vida, laços nos cabelos
a encantar um sonho adulto e eu a observar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário