Páginas

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Esperança
















Vejo um clarão em minha frente, vejo a vida pulsando,
diante deste sol e da brisa do vento.
Vejo gente, gente de grande coração e generoso.
Vejo o verde que exala cheiro de mato.
Ouço as buzinas, barulho de carros, o progresso material
e o anseio de muitas pessoas por aprender sobre as coisas
espirituais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário