Páginas

domingo, 2 de dezembro de 2012

Como um vento forte












Vejo a chuva no seu ritimo acelerado, e penso ser
igual meu coração em meio as tempestades entre
raios e trovões, driblando os problemas como um
vento forte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário