quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

"Não até sete, mas setenta vezes sete."



















E se a vida for ingrata contigo?
Seja você mesmo.
E se as mágoas te rondarem?
Ore e vigie a si mesmo.
E se a raiva querer lhe atingir?
Devolva amor.
E se o amor não quiser chegar?
Ainda assim, ame.
E se Deus te abandonar?
Impossível, ele nunca abandona
seus filhos amados, mesmo com
todos os defeitos e erros, e se
perdoares teus irmãos, ele também
te perdoará. Esqueceste que
devemos perdoar, "não até sete, mas
setenta vezes sete."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O dia e a noite

O dia e a noite nos remete a luz e a escuridão. Mergulhamos na escuridão da nossa alma, para trazer a tona a luz que ilumin...