domingo, 10 de agosto de 2014

Pai, eu não esqueci de você.



 















Quem dera ter você de novo aqui comigo,
ouvir tua voz e tuas histórias antigas,
versos simples rimados.
Olhar teu rosto envelhecido, me lembrando
das noites escuras, dos pesadelos que eu
tinha e quando eu chorava vinhas correndo
socorrer-me dizendo: "Não tenha medo filha
querida, foi somente um sonho ruim, agora
estou contigo." Pai, sei que estás comigo
meu velho amigo, dentro do meu coração,
no entanto, a vida continua e sei que estás
bem e protegido pela luz divina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O dia e a noite

O dia e a noite nos remete a luz e a escuridão. Mergulhamos na escuridão da nossa alma, para trazer a tona a luz que ilumin...